A luta de ex-integrante do Raça Negra contra a dependência química

Sábado, 18 de Julho de 2020

 

O programa mostra a luta de ex-integrante do Raça Negra contra dependência química, Edson Café fala sobre o drama para sobreviver nas ruas do Rio de Janeiro. É na edição deste domingo (19), às 23h15.

 

camera record

Reprodução/Record TV

Há quase 30 anos, ele se lançava às paradas de sucesso em todo o Brasil com a banda. Mas há pelo menos uma década, luta exaustivamente contra a dependência das drogas. A equipe do Câmera Record reencontra o músico Edson Café vivendo nas ruas do Rio de Janeiro. 

"Se eu ficar aqui, fico querendo escrever só ou então me drogar. Vou ficar enfiado na cracolândia aí do lado. Eu prefiro sair, dar um rolezinho. E ganhar um dinheirinho. Tomo conta de carro na praça", conta Edson Café.

Café tocava violão e era um dos principais compositores no auge do Raça Negra, em meados da década de 1990, quando a banda fez sucesso com hits como "Cheia de Manias" e "Tarde Demais". Até que um derrame limitou o movimento em um dos braços do músico. A partir daí, Edson Café se afastou da banda ao mesmo tempo em que se afundava no uso de maconha e crack.

camera record 02

Reprodução/Record TV

Foram anos de idas e vindas nas ruas e em clínicas para dependentes químicos. Há dois anos, Café se mudou de São Paulo para o Rio para morar com os filhos, em mais uma tentativa de se afastar das drogas. Mas uma briga na família acabou com a esperança de reabilitação.

"Eu tava propenso à recaída. Porque se eu vim pra rua, eu vou usar, não tem como. Não tem como morar na rua e não fumar um baseado, não dá", afirma o ex-integrante do Raça Negra.

Enquanto tenta reassumir o controle da própria vida, Edson Café conta com o apoio incondicional de uma fã. Xênia Alves se dedica há nove anos àquilo que se tornou um propósito de vida: dar um lar de verdade ao seu grande ídolo.

"Ele não é meu amigo, eu falo que ele é meu irmão. Se um dia eu souber que meu irmão foi embora, vai me doer muito de não ter tentado. Então, eu preciso tentar de novo", afirma Xênia.

Determinada, Xênia sai de São Paulo em busca do ex-integrante do Raça Negra na zona norte carioca. O reencontro emocionante é o primeiro passo rumo à nova chance. Mas será que Edson Café está mesmo disposto a receber ajuda?

E mais: as lembranças de um sucesso cada vez mais distante ainda são uma "ferida aberta" para o músico. Durante o programa, ele revela o ressentimento com um dos ex-companheiros de banda.

camera record 03

Reprodução/Record TV

"Falou que não ia me dar dinheiro porque sabia que depois do meu envolvimento com a drogadição, que eu ia gastar meu dinheiro todinho com droga. Não importa, o dinheiro é meu, eu faço o que eu quero. Se eu tenho direito de receber, eu quero receber", desabafa Edson Café.

Você vai saber que integrante do Raça Negra é esse no Câmera Record deste domingo, que vai ao ar às 23h15, na Record TV!

Saiba das nossas novidades

Cadastre-se abaixo e receba a nossa newsletter.
Record
Av. do Contorno, 1545 - Floresta - Cep 30.110-005 Belo Horizonte - MG / Telefone: (31) 3217.8200